A Comunidade do Arraiol

Protocolos comunitários no Arquipélago do Bailique-AM
Associação das Comunidades Tradicionais do Bailique.

Protocolos comunitários no Arquipélago do Bailique-AM
Associação das Comunidades Tradicionais do Bailique.

Comunidade do Arraiol

Comunidade do ArraiolArraiol ok V2 from Acervo H on Vimeo.

Vozes do Solimões

Rádio Nacional do Alto Solimões completou 10 anos de programação regional


A rádio surgiu através de reuniões quando lideranças dos municípios do Alto Solimões pediram uma emissora que transmitisse informações


Saiba mais >>  captura-de-tela-2016-12-23-as-21-13-44

 

Foto: Pescador de pirarucu em lago da bacia do rio Solimões.
Amazonas, Brasil Foto Paulo Santos

Romana

Pesca em Romana  /  Foto Paulo Santos
Os pescadores chegam a capturar cerca de 200 quilos de pescado por dia entre: piramutabas, sardinhas, filhotes, pescada amarela, robalo e tainhas. Curuçá·, Pará, Brasil. Foto: Paulo Santos
Pesca em Romana  /  Foto Paulo Santos
Pescadores retiram peixes da armadilha conhecida como curral durante a maré vazanteno litoral do Pará, na foz do rio Amazonas. Os pescadores chegam a capturar cerca de 200 quilos de pescado por dia entre: piramutabas, sardinhas, filhotes, pescada amarela, robalo e tainhas. Curuçá·, Pará, Brasil. Foto: Paulo Santos
Pesca em Romana  /  Foto Paulo Santos
Corvina. Pescadores retiram peixes da rede montada em um banco de areia a cerca de 3 km no litoral do Pará, na foz do rio Amazonas. Os pescadores chegam a capturar cerca de 200 quilos de pescado por dia entre: piramutabas, sardinhas, filhotes, pescada amarela, robalo e tainhas. Curuçá·, Pará, Brasil. Foto: Paulo Santos

Norte: no rabo da fila

Por Lúcio Flávio Pinto

O faturamento da agropecuária brasileira neste ano, até novembro, foi a segunda maior desde o início da série estatística, em 1990. Somando 523,6 bilhões de reais, ficou R$ 10 bilhões abaixo do valor alcançado em 2015, que foi de 533,1 bilhões. As lavouras tiveram um valor bruto da produção de R$ 340,6 bilhões, e a pecuária, R$ 183 bilhões, segundo os dados divulgados hoje pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Leia a notícia >> Norte: no rabo da fila | Lúcio Flávio Pinto

Gado - Fazenda para descanso de gado durante transporte para embarque ou abate, rod Pa 150 Mojú, Pará, Brasil. 11/11/2010. Foto Paulo Santos


Acervo H

Condição de Trabalho

>> Acervo H

Config 1 ERS

O Lixo Que Veio do Céu

Fotos Tarso Sarraf
Mais imagens >> Acervo H  e  Lixo Espacial

São Gabriel e seus demônios

A Agência Pública foi até o alto rio Negro, no noroeste do Amazonas, em busca de entender por que o município mais indígena do Brasil é também o que tem o maior índice de suicídios.
Por Natalia Viana 
Faz pouco mais de dois meses que ela se foi, um dia antes do seu aniversário. Maria – vamos chamá-la assim – completaria 20 anos em 2 de março. Maku - São Gabriel da Cachoeira. Foto Paulo Santos 1987Ninguém diria que não era uma indiazinha como tantas que colorem as ruas de São Gabriel da Cachoeira, município no noroeste do Amazonas, às margens do rio Negro. Era baixinha, os cabelos negros sobre os ombros, as roupas justas, chinelo de dedos. Mas Maria estava ali só de passagem. No seu enterro os parentes contaram que tinham vindo rio abaixo para passar o período de férias escolares, quando centenas de indígenas de diversas etnias deixam suas aldeias e enchem a sede do município para resolver pendências burocráticas. Ali na cidade, ela arrumou namorado, um militar, e passava os dias com ele, quando não estava entre amigos. Mas nos últimos dias Maria andava triste: o casal havia rompido o namoro. Estava estranha, nervosa. Os parentes contaram que chegou a ter alucinações.

Reportagem na íntegra >> Agência Pública

Agência Pública

Condição de Trabalho

>> Acervo H

Jogos Indígenas adiado para outubro

Há menos de cinco meses para iniciar, o I Jogos Mundiais Indígenas mudou de data. A cerimônia de abertura estava marcada para o dia 18 de setembro e o encerramento, dia 27 do mesmo mês. Mas agora os jogos vão começar em 23 de outubro e vão terminar dia 1º de novembro.   Tudo mudou porque a data inicial do evento esportivo, que será realizado em Palmas, no Tocantins, coincidiu com outro evento internacional, a Conferência Mundial dos Povos Indígenas, que será realizada na segunda quinzena de setembro.

Há menos de cinco meses para iniciar, o I Jogos Mundiais Indígenas mudou de data. A cerimônia de abertura estava marcada para o dia 18 de setembro e o encerramento, dia 27 do mesmo mês. Mas agora os jogos vão começar em 23 de outubro e vão terminar dia 1º de novembro.

Tudo mudou porque a data inicial do evento esportivo, que será realizado em Palmas, no Tocantins, coincidiu com outro evento internacional, a Conferência Mundial dos Povos Indígenas, que será realizada na segunda quinzena de setembro